quarta-feira, 12 de Março de 2008

Agricultura Moderna vs Agricultura Biológica

"A Agricultura Biológica tem-se vindo a afirmar como uma forma mais sã de produzir alimentos." Ao consumirmos estes produtos teremos a trazer mais vantagens para a nossa saúde, para a sociedade e ambiente.
Nem sempre é evidente a importância que o sector primário assume nas nossas vidas, e à medida que os jovens e crianças de hoje em dia vão crescendo, estão habituados a conhecer como origem dos alimentos assépticas prateleiras de supermercados. Mas é da "terra " que vem o nosso sustento. A agricultura, é pois, uma actividade vital e com repercussões globais no ambiente, nas plantas, nos animais, no homem.
Tradicionalmente sabia-se com preservar a fertilidade do solo. "Existia uma racionalidade na agricultura que se prendia com a continuidade ao longo das gerações", passando de pais para filhos.
No final da primeira Grande Guerra, as fábricas passaram a produzir adubos azotados para a agricultura. Foi o início da Agricultura moderna. Com o avanço tecnológico, desenvolveu-se a indústria pesticidas. Mas a prática destes "produtos" levaram a inúmeros inconvenientes: contaminação dos solos, das águas, da atmosfera e dos alimentos; desertificação do meio rural; perda de biodiversidade; descaracterização da agricultura; efeitos na saúde humana e animal como por exemplo cancros, doenças degenerativas do sistema nervoso, infertilidade...
Assim, face a estes sistemas de produção desenvolveu-se a Agricultura Biológica, que é um "sistema de produção que procura aliar tecnologias modernas com práticas de agricultura sustentável, não poluente, de base ecológica." Permite às populações cuidarem do próprio solo, tornarem-no ou manterem-no fértil, produzindo assim o seu próprio alimento com base em recursos locais. Os produtos resultantes da Agricultura Biológica podem trazer vantagens tanto para a nossa saúde assim como para a dos nossos familiares e ao mesmo tempo participamos na defesa do ambiente, dos solos, das águas e da vitalidade dos espaços rurais.
Então consumir "alimentos biológicos é um gesto positivo e inovador".

Síntese do artigo publicado no site:
http://www.naturlink.pt

Quando estava a pesquisar informações sobre os alimentos geneticamente modificados encontrei este artigo, que embora não estar ligado directamente com os OGM, fala um pouco da evolução da "produção" dos alimentos,a qual achei muito interessante, também pelo facto de fazer-se um balanço e a diferença entre a Agricultura Moderna e a Agricultura Biológica.

Sem comentários: